Biblioteca Alberto Nepomuceno

Instituição

Escola de Música da Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Acervo de documentos musicais

Partituras, partituras manuscritas, discos em vinil, CDs, DVDs. Acervo físico.

bibliotecapanoramica

Áreas principais

Música erudita a partir do Século XVI.

Principais coleções / destaques

O valioso acervo da BAN é estimado em aproximadamente 150 mil obras reunindo partituras manuscritas e autógrafas, partituras impressas, obras raras a partir do século XVI, documentos históricos, coleções de periódicos, livros, teses, acervo iconográfico e o acervo fonográfico. Destaques:

  • Manuscritos autógrafos dos principais compositores brasileiros dos séculos XVII a XIX:  aproximadamente 40 mil volumes. Dentre os compositores com presença marcante no acervo destacamos: Francisco Manoel da Silva (1795-1865), cujo o manuscrito original do Hino Nacional Brasileiro, pertence ao acervo, Leopoldo Miguez, Henrique Oswald, Alberto Nepomuceno, Francisco Braga, Carlos Gomes,Villa-Lobos Francisco Mignone e Luciano Gallet, constituindo um verdadeiro painel da história da música no Brasil;
  • Manuscritos do Padre José Maurício Nunes Garcia – A BAN é detentora da maior coleção de manuscritos autógrafos e de cópias manuscritas da obra do compositor, vindo esta a constituir a principal coleção da Biblioteca;
  • Manuscritos do Real Theatro São João/ Imperial Theatro São Pedro de Alcântara; . Coleção de obras raras da BAN a partir do século XVI;
  • Acervo Cleofe Person de Mattos;
  • Acervo de Documentos Históricos.

Política de uso e acesso

Consulta local.

Forma de reprodução

Cópias digitais, respeitando a legislação vigente e estado de conservação do documento.

Histórico

A Biblioteca Alberto Nepomuceno, a primeira biblioteca especializada em música no Brasil, é um dos principais repositórios de documentos musicais que guardam parte significativa da memória musical brasileira. Sua história se funde com a história da Escola de Música da Universidade Federal do Rio de Janeiro,fundado em 1848 por Francisco Manoel da Silva, que, por sua vez, se funde com a própria história da música no Brasil. A formação inicial do acervo da biblioteca pode ser levantada através de seu livro de registro mais antigo, datado de 1891, isto porque, ao se dar início ao registro das obras, são assinaladas, no mesmo livro, aquelas oriundas do Conservatório. Cumpria-se assim o decreto nº. 143 que, ao extinguir o Conservatório e criar o Instituto Nacional de Música, incorporava ao novo Instituto todo o acervo bibliográfico do antigo Conservatório. Incluía-se no decreto o valioso acervo, constituído das 280 partituras, em sua maior parte manuscritas, provenientes dos acervos do Imperial Teatro São Pedro de Alcântara, de outros teatros brasileiros e de sociedades musicais.

Catálogos

Base de dados acessível no local, base de dados acessível na web e fichários.

Site

Biblioteca Digital da Escola de Música da UFRJ: http://www.musica.ufrj.br

Base Minerva: www.minerva.ufrj.br

Contatos

Rua do Passeio, 98 – Centro Cep: 20021-290 – Rio de Janeiro – RJ

+55 21 22401591

biblioteca@musica.ufrj.br

Horário de Atendimento

De segunda a sexta-feira, das 8h às 17h.

Equipe

Chefia e Setor de Aquisição: Dolores Brandão
Setor de Setor de Referência e Setor de Partituras Impressas: Suelen de Oliveira Dias Setor de Circulação e Empréstimo:  Carlos Alberto Moreira
Responsável: Ailton Francisco da Silva
Partituras: Sonia Maria Leite Albuquerque
Setor de Livros, Periódicos e Teses: Selma Coimbra Rodrigues Seraine
Setor de Partituras Manuscritas: Maria Luisa Nery de Carvalho
Setor de Documentos Históricos Elizabeth Damasceno Marta Lisboa